Depoimento Nathália de Paula

Vim de uma família com jeito italiano, que gosta de ficar junto ao redor de uma mesa farta. Para mim, comida não é só comida, carrega significado e sentimentos. Aí mora um problema, um comer emocional…

Minha família é cheia de gordinhos com problemas de saúde e eu não quero ter problemas de saúde. Comecei um processo de mudança que não é fácil.

Encontrei motivação nos exercícios físicos e nos programas alimentares da minha nutricionista. Sim, é programa alimentar, não é dieta.

Minha meta é saber fazer escolhas alimentares saudáveis naturalmente, como respirar e andar. Não quero um comer exagerado e transtornado, como tenho às vezes. Isso tudo já identifiquei, venho trabalhando nisso…

Não, não é fácil. Minha vida é cheia de mudanças, inclusive de país. Mas, tudo é questão de adaptação, planejamento e compaixão consigo mesmo – se dar um tempo, nada é do dia para noite. Venho tentando ser uma pessoa mais relax, porque sei que no fim tudo dá certo. Sei também que tudo é um processo e felicidade é para agora, não é para quando eu emagrecer, quando eu comprar uma casa, ter um filho, um carro… então, estou aqui curtindo esse processo que é viver, se descobrir, se cuidar…