Tireoidite de Hashimoto. Qual tratamento nutricional?

Tireoidite de Hashimoto. Qual tratamento nutricional?

Tireoidite de Hashimoto é uma doença autoimune sistêmica que ataca outros órgãos mas tem uma preferência pela tireoide.
É caracterizada por inflamação da tireoide causada por um desequilíbrio do sistema imunológico.
Na tireoidite de Hashimoto, o organismo produz anticorpos contra as células da tireoide, aos quais provocam prejuízo na função da glândula e diminuição da produção dos hormônios T3 e T4.
Assim como qualquer doença autoimune o tratamento base é o INTESTINO.

O tratamento é melhorar a permeabilidade intestinal, e tudo começa com uma alimentação anti-inflamatória e com estudo e quais proteínas mal digeridas o paciente pode estar consumindo.

Regular a carga glicêmica na alimentação é fundamental, assim como aumentar o consumo de gorduras boa, como abacate, coco e azeite.

Investigar a quantidade de iodo e selênio do paciente através de exames bioquímicos é necessário a fim de entender a necessidade de uma alimentação rica nestes minerais. Se constatada deficiência, o uso de algas é uma excelente opção para reposição e oleaginosas como castanha e amêndoas, respectivamente.

A prática do jejum pode ser interessante, mas deve ser acompanhada por um profissional.

Uma boa noite de sono e controle emocional é fundamental para manter os níveis de cortisol sempre regulados.

Suplementação de Vitamina D é ESSENCIAL, assim como magnésio, inositol, silício, vitamina B6, ferro, entre outros ativos.