Train Low: Estratégia nutricional para melhora da performance

Train Low: Estratégia nutricional para melhora da performance

Train Low é uma das estratégias nutricionais que podemos lançar mão para melhorar da performance esportiva. Train low não é como muitos pensam trainar com uma baixa de ingestão de carboidratos, o train low é treinar com baixo conteúdo de glicogênio muscular e essa depleção pode vir de diversas formas.
Por exemplo:
– Em atletas que treinam em dois momentos essa depleção de glicogênio pode vir da falta de ingestão de carboidratos da primeira sessão para a segunda sessão de treino;
– Pode ser um treino em jejum;
– Pode se fazer um treino longo, de 2/3h sem ingestão de carboidratos durante.
– Treinar com baixa ingestão de carboidratos associada a não consumo de carboidratos na recuperação.
Sleep low: fazer uma sessão de treinamento num dia, por exemplo á noite, não usar o carboidrato na recuperação e na segunda sessão, por exemplo pela manhã, fazer o treino em jejum ou com baixa ingestão de carboidratos.

Este tipo de estratégia pode ser usada em algumas das fases de periodização nutricional. Leia mais neste post. Mas veja, train low não é necessariamente fazer uma dieta pobre em carboidratos, apesar da maioria dos estudos terem essa característica. Como explicado assim, o train low é estimular a depleção de glicogênio muscular e isto pode ser feito de diversas formas sem necessidade de mexer na composição nutricional da dieta.